Cardápio

Home

Entrada Pimenta Limão   Laranja  Jabuticaba Couve   Goiaba Feijão Espinafre Uva Milho Pepino Quiabo Tomate  Melância Soja   Mandioca Romã   Maçã Chuchu Cereja Cenoura Cebola Café Cajú   Cacau   Beterraba  Berinjela Açaí Batata doce   Banana  Azeitona Ameixa seca Arroz

Alho   Abóboras Abacaxi Abobrinha

PRA RIR OU PRA CHORAR?
Com a turma de No Reino das Abobrinhas na Amazon.com
PRA CHORAR DE RIR
Http://www.amazon.com/s/ref=nb_sb_noss?url=search-alias%3Daps&field-keywords=no%20reino%20das%20abobrinhas
Açaí
 
Energia e força
Com a força do de um raio do deus Tupã o açaí surge como um super alimento, antioxidante 33 vezes mais poderoso que o vinho, super energético. O suco, antes das atividades físicas, fornece energia necessária e a polpa com granola após as atividades ajuda a recuperar a energia, e favorece também a formação da massa muscular. A polpa do açaí é composta por antioxidantes, tornando-se assim um alimento funcional. Rico em cálcio, potássio, fósforo, ferro, fibras, antocianinas, ácidos graxos, vitaminas B1, C e E. O super fruto ajuda a prevenir doenças cardíacas, câncer, osteoporose, colesterol, AVC, arterosclerose, e daí por diante. Atenção meninos, os ácidos graxos ajudam na produção de estrogênio e testoterona, por isso dizem lá no norte que o açaí é o "Viagra da Amazônia". Porém, caros sedentários, tomem cuidado com o consumo, que deve ser moderado para que não ocorrera o risco de engordar. Por essas e outras é importante consultar um nutricionista.
 
Fruto de Tupã
Faz muito tempo, mas muito tempo mesmo, tanto tempo faz que a cidade de Belém do Pará, no norte do País, nem existia. No lugar havia uma tribo de índios muito numerosa. Certa época a sombra de fome caiu sobre a tribo, há muito não tinham o que comer. Preocupado, sem saber mais o que fazer, o chefe da tribo, sem ter como alimentar seu povo, tomou uma decisão muito dolorosa e difícil: decretou que todas as crianças recém-nascidas teriam que ser sacrificadas para que não sofressem com a fome. E assim foi feito. Nem mesmo a linda neta do chefe, filha de Iaçá, foi poupada. Sua filha chorava a dor da morte dias e dias sem sair da oca. Pedia desesperada a Tupã que ajudasse seu pai a encontrar um meio de alimentar seu povo. E numa noite de lua cheia ela ouviu o choro de uma criança ao longe, e foi seguindo o som até que avistou sua filha sorrindo com seus lindos olhos negros brilhando com a luz da lua. Iaçá correu e abraçou sua filha com a saudade de quem conhece a perda da pessoa amada, e assim passou a noite. No outro dia o chefe, não encontrando sua filha na oca, ficou desesperado e toda a tribo se pôs a procurar Iaçá por todos os lados, em toda a floresta. Iaçá foi encontrada, com um suave sorriso nos lábios, abraçada a uma palmeira, olhando para o alto na direção de um cacho de frutas negras como a noite sem lua. Iaçá estava morta. O chefe então mandou colher as frutas e dar de comer a seu povo. A fruta foi batizada de açaí, Iaçá de trá pra frente, presente de Tupã, o deus da tribo. E assim foi dito e feito. Nasceu o açaí.
 
EI, PSIU! SABE COMO CHAMAM O AA PELO MUNDO?
Inglês = acai
Francês = acai
Italiano = acai
Alemão = acai
Espanhol = acai
Sueco = acai                                                  
Holandês = acai
O nome científico é sempre em latim: Euterpe oleracea
 
Te contei?
Que o açaí deve ser consumido pasteurizado a fim de evitar problemas de higiene ou mesmo doenças? Que na língua tupi quer dizer fruta que chora?
Agora tá contado!